O que fazer em Florianópolis: dicas para aproveitar a Ilha da Magia

Uma das capitais mais bonitas e charmosas do Brasil, Florianópolis é uma mistura de natureza, história, cultura e gastronomia que encanta os visitantes. A cidade, que ocupa parte do continente e parte de uma ilha, oferece atrações para todos os estilos e gostos, desde praias paradisíacas até museus e monumentos históricos. Hoje vamos te dar algumas dicas de o que fazer em Florianópolis, como chegar, onde se hospedar, quando ir e muito mais. Vamos lá?

Como chegar em Florianópolis

Florianópolis é uma cidade bem acessível, tanto por via aérea quanto por via terrestre. O Aeroporto Internacional Hercílio Luz recebe voos diários de diversas cidades do Brasil e também de alguns países da América do Sul, como Chile, Argentina e Uruguai. Do aeroporto, você pode pegar um ônibus, um táxi ou um aplicativo de transporte até o seu destino na cidade.

Se você preferir viajar de carro, ônibus ou moto, saiba que Florianópolis está conectada ao continente pela Ponte Hercílio Luz, um dos cartões postais da cidade, e pela Ponte Colombo Salles. As principais rodovias que levam à cidade são a BR-101, que corta o litoral brasileiro, e a BR-282, que vem do oeste de Santa Catarina. As condições das estradas e as rotas mais indicadas podem ser consultadas no site do Waze.

Onde se hospedar em Florianópolis

Florianópolis tem uma variedade grande de opções de hospedagem, que atendem a todos os bolsos e perfis de viajantes. Você pode escolher entre hotéis, pousadas, campings, hostels, casas e apartamentos de temporada, etc. A dica é escolher uma região que fique próxima às atrações que você quer visitar, assim você evita perder tempo e dinheiro com deslocamentos.

Uma das regiões mais procuradas pelos turistas é a Lagoa da Conceição, que fica ao leste da ilha e tem uma boa infraestrutura de comércio, lazer e serviços. Além disso, a Lagoa da Conceição fica perto de algumas das praias mais famosas da cidade, como a Joaquina, a Barra da Lagoa e a Mole.

Outra região que é muito popular entre os visitantes é o norte da ilha, onde ficam as praias de Jurerê, Canasvieiras, Ingleses, Santinho e Brava. São praias mais urbanizadas e movimentadas, com muitos bares, casas noturnas, restaurantes e opções de lazer.

Praia de Jurerê Internacional. (Imagem: O TEMPO)

Se você prefere uma região mais tranquila e preservada, pode optar pelo sul da ilha, onde ficam as praias do Campeche, Armação, Matadeiro, Pântano do Sul e Lagoinha do Leste. Essas são praias mais rústicas e selvagens, com paisagens naturais deslumbrantes e um clima de sossego e paz.

Quando ir a Florianópolis

Florianópolis é uma cidade que pode ser visitada em qualquer época do ano, pois tem atrações para todas as estações e climas. Porém, é importante saber que cada período tem suas vantagens e desvantagens, e que você deve escolher de acordo com as suas expectativas e preferências.

O verão é a alta temporada em Florianópolis, quando a cidade recebe milhares de turistas que vêm em busca das praias, do sol e da diversão. Nessa época, a temperatura média é de 25°C, chegando a 30°C ou mais nos dias mais quentes. As vantagens do verão são o clima propício para curtir o mar, a maior oferta de eventos e festas e a maior animação da cidade. As desvantagens são os preços mais altos, a praias e os pontos turísticos lotados e os engarrafamentos nas principais vias.

O outono é uma época boa para visitar Florianópolis, pois o clima ainda é agradável, com temperaturas médias de 20°C, e a cidade fica mais tranquila e barata. Nessa época, você pode aproveitar as praias sem a muvuca do verão, e também conhecer outras atrações da cidade, museus, parques e trilhas. As vantagens do outono são a quantidade menor de turistas, os preços mais baixos e uma maior facilidade de deslocamento. As desvantagens são o aumento das chuvas e a menor oferta de festas e eventos.

O inverno é a baixa temporada de Florianópolis, quando a cidade recebe menos visitantes e fica mais vazia e fria. Nessa época, a temperatura média é de 15°C, podendo cair para 10°C ou menos nos dias mais frios. As vantagens do inverno são uma cidade tranquila e sossegada, preços mais baixos e possibilidade de fazer passeios bate e volta para as serras catarinenses, que ficam cobertas de neve. As desvantagens são o clima desfavorável para as praias, maior incidência de chuvas e a menor oferta de eventos e festas.

A primavera é uma época ótima para visitar Florianópolis, pois o clima é ameno, com temperaturas médias de 20°C, e a cidade fica mais florida e bonita. Nessa época, você pode aproveitar as praias com mais tranquilidade, e também admirar as belezas naturais da ilha, como as bromélias, as orquídeas e os pássaros. As vantagens da primavera são o clima agradável, preços mais baixos e menor quantidade de turistas. As desvantagens são o aumento das chuvas e a menor oferta de eventos e festas.

O que fazer em Florianópolis

Florianópolis tem muitas opções de lazer e entretenimento para seus visitantes, que vão de praias a museus, passando por parques, trilhas, monumentos e festas. Para te ajudar a escolher o que fazer em Florianópolis, separamos algumas sugestões imperdíveis, que vão te mostrar um pouco da diversidade e da magia dessa cidade. Confira:

Praias de Florianópolis

Sem dúvida, as praias são as principais atrações de Florianópolis, e você não pode deixar de conhecer pelo menos algumas delas. As mais de 40 praias da ilha se dividem em quatro regiões: norte, leste, sul e centro. Cada região tem suas características e seus encantos, então escolha as que mais combinam com o seu estilo e o seu roteiro.

As praias do norte são as mais urbanizadas e badaladas, com muita infraestrutura e opções de lazer. Algumas das praias mais famosas do norte são Jurerê, Canasvieiras, Ingleses, Santinho e Brava. Essas praias são ideais para quem gosta de agito, conforto e diversão, e também para quem viaja com crianças, pois o mar é calmo e a areia é fina.

Standup prancha paddle Intex, R$ 2.664,00 na Amazon (Compre aqui)

As praias do leste são as mais procuradas pelos surfistas e pelos jovens, pois têm ondas boas e um clima mais descolado. Algumas das praias mais famosas do leste são Joaquina, Barra da Lagoa, Mole, Moçambique e Campeche. Essas praias são as ideais para quem gosta de esportes, natureza e aventura, e também para quem quer conhecer a Ilha do Campeche, que é um verdadeiro paraíso ecológico.

Praia da Joaquina (créditos na imagem)

As praias do sul são as mais tranquilas e preservadas, com um clima mais rústico e selvagem. Algumas das praias mais famosas do sul são Armação, Pântano do Sul, Matadeiro e Lagoinha do Leste. Essas praias são ideais para quem gosta de natureza, sossego e aventura, e também para quem quer fazer trilhas e conhecer cachoeiras.

Praia da Armação (créditos na imagem)

As praias do centro são as mais culturais e históricas, com muitos monumentos e museus que contam a história da cidade. Algumas das praias mais famosas do centro são Beira-Mar Norte, Beira-Mar Sul, Santo Antônio de Lisboa e Itaguaçu. Essas praias são ideais para quem gosta de história, cultura e gastronomia, e também para quem quer apreciar o pôr do sol e a vista da Ponte Hercílio Luz.

Museus e monumentos de Florianópolis

Florianópolis também tem muitas opções de museus e monumentos, que revelam sua história e cultura rica e diversa. Você pode conhecer um pouco mais sobre a colonização açoriana, a influência indígena, a formação política e social, a arte e a ciência da cidade. Alguns dos monumentos e museus que você não pode deixar de visitar são:

  • Fortalezas: Florianópolis tem três fortalezas que foram construídas no século XVIII para proteger a ilha dos invasores espanhóis. São elas: a Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim, a Fortaleza de Santo Antônio de Ratones e a Fortaleza de São José da Ponta Grossa. Visite essas fortalezas e conheça um pouco da história militar e arquitetônica da cidade, além de apreciar a bela paisagem da baía norte.
Fortaleza de Santo Antônio de Ratones (imagem: NSC Total)
  • Palácio Cruz e Sousa: O Palácio Cruz e Sousa é a antiga sede do governo de Santa Catarina e hoje abriga o Museu Histórico de Santa Catarina. Com uma fachada rosa e um interior decorado com móveis, pinturas e objetos de época, o palácio é um belo exemplo de arquitetura neoclássica. O museu conta a história política, social e cultural do estado, do período colonial aos dias atuais.
  • Museu de Arte de Santa Catarina (MASC): O Museu de Arte de Santa Catarina possui um acervo de mais de 1700 obras de artistas locais, nacionais e internacionais e é o principal museu de arte do estado. O museu fica no Centro Integrado de Cultura (CIC), um complexo cultural que também abriga o Teatro Ademir Rosa, a Biblioteca Pública de Santa Catarina, o Cinema do CIC e outras salas de exposição e eventos.
Museu de Arte de Santa Catarina (imagem: Fundação Catarinense de Cultura)
  • Museu da Escola Catarinense (MESC): O Museu da Escola Catarinense é um museu que preserva e divulga a história da educação em Santa Catarina. Fica no antigo prédio do Colégio Catarinense, uma das mais tradicionais instituições de ensino do estado, fundada em 1905. O MESC tem um acervo de mais de 10 mil itens, entre documentos, fotografias, mobiliário, livros, uniformes e objetos escolares.
  • Museu do Homem do Sambaqui: Com um acervo de mais de 2 mil peças, o Museu do Homem do Sambaqui é um museu que expõe os vestígios dos antigos habitantes da ilha, os sambaquianos, que viveram há cerca de 4 mil anos.
  • Catedral Metropolitana de Florianópolis: Construída em 1753 em estilo barroco, é a igreja matriz da cidade. A catedral tem uma fachada imponente, com duas torres e um relógio, e um interior decorado com pinturas, esculturas e vitrais. A catedral também tem uma cripta, onde estão sepultados alguns bispos e governadores do estado.
Catedral metropolitana de Florianópolis (créditos na imagem)

Parques e trilhas de Florianópolis

Florianópolis também tem muitas opções de parques e trilhas para os amantes da natureza e de aventuras. A cidade tem uma grande área verde, que abriga diversos ecossistemas, como mata atlântica, manguezal, restinga e dunas. Alguns dos parques e trilhas que você não pode deixar de visitar em Florianópolis são:

  • Parque Estadual do Rio Vermelho: é uma área de preservação ambiental que tem mais de 1400 hectares de mata nativa, lagoas, rios e praias. Nesse parque tem uma trilha ecológica que passa por diversos pontos interessantes, como o viveiro de mudas, o centro de visitantes, o mirante e o camping. O parque também tem um projeto de reintrodução de animais silvestres, são vistos em recintos ao longo da trilha.
  • Parque Municipal da Lagoa do Peri: a principal atração desse parque é a Lagoa do Peri, que é a maior lagoa de água doce da ilha, com 5 km de extensão e 2 km de largura. Com águas cristalinas e calmas, a lagoa é ideal para banho e esportes náuticos. O parque também tem uma trilha que leva à Cachoeira do Peri, que tem uma queda de 15 metros e um poço para banho.
Lagoa do Peri (imagem: Wikiloc)
  • Parque Municipal da Serra do Tabuleiro: é o maior parque estadual de Santa Catarina, que abrange parte do continente e parte da ilha. Sua fauna e flora é grande e diversa, com espécies ameaçadas de extinção como o papagaio-de-peito-roxo, o jacaré-de-papo-amarelo e a araucária. O parque tem várias trilhas que levam a mirantes, cachoeiras e praias, como a trilha da Lagoinha do Leste, que é uma das mais desafiadoras e bonitas da ilha.
  • Parque Ecológico do Córrego Grande: o objetivo desse parque é preservar e recuperar a mata atlântica que cobre o Morro do Córrego Grande. O parque tem uma trilha de 1,5 km que passa por uma nascente, um córrego, uma ponte pênsil e uma cascata. Também tem tem no parque um playground, uma academia ao ar livre, uma horta comunitária e um centro de educação ambiental.

Gastronomia e festas de Florianópolis

  • Florianópolis também tem muitas opções de gastronomia e festas para os amantes da boa mesa e da diversão. A culinária típica da cidade tem como base os frutos do mar, como ostras, camarões, mariscos e peixes. Alguns dos pratos mais tradicionais de Florianópolis são a sequência de camarão, a caldeirada de frutos do mar, a tainha na brasa e o pirão de peixe. Além disso, a cidade tem influências da cozinha açoriana, alemã, italiana e japonesa, que podem ser encontradas em diversos restaurantes e bares.
  • Florianópolis também tem uma vida noturna agitada, com muitas opções de baladas e festas para todos os gostos e estilos. A cidade tem casas noturnas que tocam de música eletrônica a sertanejo, passando por rock, pop, funk e reggae. Além disso, a cidade tem festas tradicionais, como o Carnaval, a Festa do Divino, a Festa do Senhor dos Passos e a Festa da Tainha.

Gostou? Que tal colocar Florianópolis no roteiro das férias? Escreva nos comentários o que achou.

Leia também: Viagem – Porto Seguro

1 thought on “O que fazer em Florianópolis: dicas para aproveitar a Ilha da Magia”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *