Como identificar um relacionamento abusivo

Você sabe o que é um relacionamento abusivo? Um relacionamento abusivo é aquele em que uma das partes exerce algum tipo de violência sobre a outra, podendo ser violência física, psicológica, sexual, patrimonial ou moral. O objetivo do agressor é controlar, dominar, humilhar e manipular a vítima, que muitas vezes não percebe ou não consegue se libertar da situação de abuso.

Um relacionamento abusivo pode acontecer em qualquer tipo de relação, seja entre namorados, casados, familiares, ou até mesmo amigos ou colegas de trabalho. O abusador pode ser de qualquer gênero, orientação sexual, idade ou classe social. O abuso pode ocorrer de forma explícita ou sutil, e pode causar sérios danos à saúde física e mental da vítima.

Mas como identificar um relacionamento abusivo? Quais são os sinais de que você ou alguém do seu convívio está sofrendo abuso? Neste artigo, eu vamos te dar algumas dicas para responder a essas perguntas e te orientar a se proteger e se fortalecer diante de um relacionamento abusivo.

Como identificar um relacionamento abusivo: sinais de que você está sofrendo violência

Um relacionamento abusivo nem sempre é fácil de reconhecer, pois o abusador na maioria das vezes usa diversas estratégias para disfarçar, justificar ou negar o próprio comportamento. Além disso, a vítima pode sentir medo, vergonha, culpa ou dependência emocional do abusador, e acreditar que o abuso é merecido, passageiro ou, pior de tudo, normal.

O relacionamento abusivo destrói a saúde física e mental das vítimas.

Saiba mais sobre a Lei Maria da Penha

No entanto, existem alguns sinais que podem indicar que você está em um relacionamento abusivo, e que você deve ficar atenta(o). Alguns desses sinais são:

  • O abusador te isola dos seus familiares, amigos ou colegas, e te impede de ter uma vida social, pessoal ou profissional ndependente.
  • O abusador te controla, te persegue, te vigia, te invade, te cobra ou te proíbe de fazer coisas que você gosta ou precisa, como sair, trabalhar, estudar, se vestir ou se comunicar com outras pessoas.
  • O abusador te agride, te empurra, te machuca, te bate, te morde, te chuta, te arranha, te queima, te estrangula, te corta, te ameaça ou te obriga a fazer coisas que você não quer ou que te colocam em risco, como beber, usar drogas ou transar sem proteção.
  • O abusador te humilha, te xinga, te ofende, te critica, te ironiza, te diminui, te ridiculariza, te desqualifica, te culpa, te ignora, te compara ou te faz sentir inferior, inútil, burra, feia, louca ou errada(o).
  • O abusador te manipula, te engana, te mente, te trai, te omite, te confunde, te ilude, te seduz, te chantageia, te faz favores, te pede desculpas ou te promete mudar, para te manter sob o próprio domínio e te impedir de romper o relacionamento.
  • O abusador te explora, te rouba, te usa, te extorque, te impede de ter acesso ao seu dinheiro, aos seus bens ou aos seus documentos, ou te obriga a gastar, a emprestar ou a assinar coisas que você não quer ou que te prejudicam financeiramente.
  • O abusador te desrespeita, te coage, te força, te violenta, te assedia, te estupra, te impede de usar métodos contraceptivos, te expõe a doenças sexualmente transmissíveis, te impede de interromper uma gravidez indesejada ou te obriga a engravidar, abortar ou entregar o filho para adoção.

Se você se identificou com algum desses sinais, ou se você conhece alguém que está passando por essa situação, saiba que você não está sozinha(o), e que você não precisa se calar ou se conformar. Você tem direito de viver uma vida livre de violência e de ter um relacionamento saudável, baseado no respeito, na igualdade, na confiança e no amor. Procure a Delegacia da Mulher mais próxima ou outra Delegacia de Polícia!

Leia também: Como cuidar da saúde mental

Imagem do topo: Segurança da família

1 thoughts on “Como identificar um relacionamento abusivo”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *