Vantagens e desvantagens da pílula anticoncepcional

A pílula anticoncepcional é um dos métodos contraceptivos mais usados pelas mulheres, no Brasil e no mundo. Ela consiste em um medicamento que contém hormônios sintéticos, geralmente estrogênio e progesterona, que atuam impedindo a ovulação e dificultando a fecundação. Tomada todos os dias e sempre no mesmo horário, a pílula anticoncepcional tem uma eficácia de cerca de 98% na prevenção da gravidez. Mas, além de evitar uma gestação indesejada, a pílula anticoncepcional também traz outros efeitos para a saúde da mulher, bons ou ruins. Neste artigo, vamos conhecer as principais vantagens e desvantagens da pílula anticoncepcional.

Vantagens da pílula anticoncepcional

A pílula anticoncepcional pode trazer diversas vantagens para a mulher, tanto no aspecto reprodutivo quanto no aspecto geral. Algumas delas são:

  • Ciclo menstrual mais previsível e regular.
  • Redução do fluxo e da duração da menstruação, diminuindo o risco de anemia.
  • Redução das produção das prostagladinas que causam a contração do útero, e consequentemente alívio das cólicas.
  • Melhora dos sintomas da TPM, como ansiedade, irritabilidade, depressão, dor de cabeça, inchaço, etc.
  • Prevenção da gravidez ectópica, que é quando o óvulo fecundado se implanta fora do útero, geralmente nas trompas.
  • Redução do risco de câncer de ovário e de endométrio, devido a diminuição da exposição dos ovários aos hormônios e inibe o crescimento do endométrio.
  • Proteção contra doenças benignas da mama, como cistos e nódulos.
  • Combacte da acne e da oleosidade da pele e dos cabelos e também o excesso de pelos, pois diminui a ação dos hormônios masculinos.
  • Prevenção da osteoporose, pois mantém os níveis de estrogênio, que favorecem a absorção de cálcio.
  • Prevenção da formação de cálculos biliares, pois reduz a concentração de colesterol na bile.
  • Prevenção de doença inflamatória pélvica, que é uma infecção dos órgãos reprodutivos causada por bactérias sexualmente transmissíveis.
  • Prevenção da anovulação crônica, que é a ausência de ovulação e pode levar à infertilidade.
  • Prevenção da endometriose, que é o crescimento do endométrio fora do útero, causando dor e sangramento.
  • Prevenção da síndrome dos ovários policísticos, um distúrbio hormonal que desregula a menstruação, causa acne, excesso de pelos e dificuldade para engravidar.
Sugestão: Porta comprimidos semanal, R$ 19,00 na Amazon (Compre aqui)

Desvantagens da pílula anticoncepcional

Apesar de todos os benefícios, a pílula anticoncepcional também traz algumas desvantagens e efeitos colaterais para a mulher. Alguns deles são:

  • A pílula não protege contra infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), como HIV, sífilis, gonorreia, HPV, clamídia, herpes, etc. Portanto, JAMAIS dispense o uso do preservativo.
  • Pode causar efeitos colaterais como náuseas, vômitos, dor nas mamas, dor de cabeça, alterações de humor, sangramento irregular, diminuição da libido, etc.
  • Aumenta o risco de trombose, formação de coágulos nos vasos sanguíneos, podendo causar infarto, embolia pulmonar, derrame. É um risco maior para mulheres fumantes, obesas, com histórico familiar ou pessoal de trombose, com mais de 35 anos, hipertensas, diabéticas, com colesterol alto, etc.
  • Aumenta o risco de câncer de mama e de colo do útero, pois estimula a proliferação das células desses órgãos. É um risco maior em mulheres que usam a pílula por longos períodos, histórico familiar ou pessoal de câncer, fumantes e portadoras de HPV.
  • Pode ter a eficácia reduzida ao interagir com medicamentos como antibióticos, antiretrovirais, anticonvulsionantes, etc. Sempre informe sobre o uso da pílula ao consultar o médico.
  • Pode causar alterações na flora vaginal e favorecer o surgimento de infecções como a candidíase. Mantenha uma boa higiene íntima e evite o uso de roupas apertadas e sintéticas.
  • Pode alterar a flora intestinal e favorecer surgimento de diarreia, gases, constipação. Mantenha uma alimentação equilibrada, rica em fibras, verduras, frutas e probióticos.
  • Pode causar sensibilidade à luz, dificuldade no uso de lentes de contato, alterações na visão, etc. Use óculos de sol e faça exames oftalmológicos periodicamente.
  • Pode causar alterações de libido. Isso varia de acordo com o tipo de pílula, o tempo de uso e até o estado emocional.
  • Pode alterar a fertilidade e inclusive dificuldade para engravidar após a suspensão do uso.

A pílula anticoncepcional é um método contraceptivo eficaz e seguro, que traz vários benefícios para a saúde da mulher, mas também pode causar alguns efeitos colaterais e riscos. Consulte sempre um ginecologista, pois apenas ele saberá a pílula mais indicada para você. E nunca se esqueça da camisinha, pois a pílula NÃO PROTEGE das IST.

Leia também: Receita suco detox

Imagem do topo: BBC

1 thought on “Vantagens e desvantagens da pílula anticoncepcional”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *